domingo, 1 de julho de 2012

Coca-Cola


Um estudo divulgado pelo Center for Science in Public Interest (CSPI) alerta que a receita da Coca-Cola vendida no Brasil contém 66 vezes mais quantidade de uma substância química potencialmente cancerígena do que o produto comercializado nos Estados Unidos.
O 4-metilimidazol (4-MI), também conhecido como corante de caramelo, está associado a casos de cancro em animais.
Em Março passado, um estudo da mesma entidade levou a que as marcas de refrigerantes Coca-Cola e Pepsi alterassem a sua receita no estado da Califórnia.
Ou seja, enquanto na Califórnia a Coca-Cola agora usa apenas 4 microgramas desta substância no Brasil ela apresenta 267 microgramas por lata!
E por cá???

6 comentários:

  1. Pois, "e por cá?" é mesmo a pergunta que impera. Eu não consumo refrigerantes, mas deixa-me a pensar...

    ResponderEliminar
  2. No me gusta... Ma seria bom saber qual é o nosso veneno...

    ResponderEliminar
  3. Se for verdade era bom saber-se. Trata-se de um problema de saúde pública

    ResponderEliminar
  4. Acho que, em Portugal, esse 4-Mi não entra na composição. Julgo que, por cá, se usa o E-150d... O que pode não ser necessariamente melhor...

    ResponderEliminar
  5. E porquê a diferença na fórmula?

    ResponderEliminar