segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Esclarecendo!



Ainda agora uma pessoa aqui voltou e uma certa Flor já nos ameaça de porrada!
(isso é lá maneira de dar as boas vindas)

Sim, estamos em Paris mas lembram-se como era enquanto estivemos na Arábia Saudita, Hungria, Holanda e isso?

É igual!
Vou, volto, vou, volto... em verdadeira ponte aérea.

Gosto demasiado do meu burgo e do que faço para mandar tudo às urtigas e mudar de vidinha.

Segundos!


Mais que Tudo continua lá fora a caçar mamutes mas agora já não tão longe.

Na verdade é uma treta porque o que eu gosto é quando andamos assim longe e numa realidade completamente diferente da nossa mas não, os donos daquilo tudo decidiram que em Paris é que se estava bem e agora pimbas!
Desde há dois anos que aturamos os franciús!

E antes que comecem já com o "Ai que sorte!", Ai que deve ser tão bom", "Ai quem me dera!", a pergunta que se impõe:

- Já alguém tentou passar o Verão em Paris?!
- Já alguém sentiu aquele calor peganhento agarrado a si sem ter uma praia para onde fugir?

Não?

Então tudo caladito faxavôr!

Já para não falar dos preços a que estão os arrendamentos em Paris... a quantidade de malas e sapatos que uma pessoa podia comprar....

E o pior é que sabendo eu que o bom Deus até costuma atender os meus pedidos e fazer-me as vontades fui imprudente o suficiente para em 18 de Fevereiro de 2013 (sim, andei horas aqui à procura porque já não me lembrava onde tinha o post) ter publicado isto!

Ao menos que tivesse pedido mais umas duas assoalhadas!
E um elevador!
Quarto andar sem elevador... ninguém merece... (mas tenho umas pernas e um rabo lindos!)

E do que é que gostas mais em Paris, ouço-vos perguntar; bom depende da época.

Na primavera, outono e inverno de passear e de me "perder" pelas ruas; sentar-me numa esplanada e ver a vida passar, fazer um roteiro e ir onde não fui ainda mas no Verão, ah no Verão, aquilo de que mais gosto é o avião de regresso a Portugal!

PRAIA!!!!!!!

domingo, 14 de outubro de 2018

Primeiros!

Passaram anos desde que aqui escrevi e, confesso que salvo raríssimas ocasiões não lhe senti muito a falta...

À data andava a bloga num autêntico turbilhão, toda a gente zangada com toda a gente, num daqueles momentos tão típicos que se sucedem ciclicamente; não podia uma pessoa dar um "traque" blogoesférico que logo havia quem se eriçasse.

Não estava a coisa a agradar-me...
O tempo também era pouco e fui perdendo a vontade...
Mantive o FB, apenas com palermices vistas aqui e ali e vá lá saber-se como aquilo já vai com 248.871 seguidores e criei um insta para as mesmas palermices.
Dar ao dedinho teclando é que nunca mais.

Mas nos últimos tempos, talvez porque nunca mais andei pela bloga - se calhar continua tudo à chapada e eu não sei - comecei a sentir um formigueirozito nos dedos... e foi sentada numa cadeira de praia que teclei "is there anybody out there".

E estavam!
Não sei como, mas estavam!
E o bom que foi saber que sim!

Agora tenho aqui um grande berbicacho porque isto é difícil de lhe voltar a apanhar o ritmo.




quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Vocês são do best e eu uma peste!

Venho aqui desassossegar as ‘ssoas e depois vou-me embora e não digo mais nada!
Não me admiro que já por aí haja alguém desejoso de me dar com um pano nas trombas.

A verdade é que eu pensava que já por aqui não andava ninguém e afinal...
Ó P’RA VOCÊS AÍ!
Sendes do BEST!

E agora estou metida num imbróglio; vocês têm noção do berbicacho que isto é?
Tenho anos e anos de coisas para contar (nem eu sei se me lembrarei de tudo)!
Por onde começar?
Por onde é que eu pego nisto?
HEEEEEELP! 

sábado, 6 de outubro de 2018

A sentir um nervoso miúdinho ...

... nos dedos e uma vontade súbita de aqui voltar...
Volto?
Ainda por aqui anda alguém?
Curiosos por saber onde tenho a dado e o que tenho feito?
Manifestem-se! 

terça-feira, 6 de junho de 2017

Isto não interessa nada a ninguém mas...

ontem que voltei a entrar no meu blog (sim pessoas há c´anos que aqui não entrava! Tantos que já não sabia password nem nada! Tanto tempo, que há meses que recebia um email do G-suite avisando-me que estava em vias de perder o domínio se não o renovasse e já não sabia como se fazia!), dizia eu, hoje que aqui voltei estou farta de me rir com alguns posts do passado, coisas que já nem me lembrava que tinham acontecido, que já não me lembrava de ter escrito, e de me emocionar com outros.

Fico contente por um dia me ter decidido a fazer um blog; este blog que é (era) o meu Diário de Bordo.

A memória, por tão sobrecarregada, às vezes apaga ou relega para um plano afastado tanta parte da nossa vida, das nossas coisas...

Sabe bem tê-las depositado aqui.

segunda-feira, 5 de junho de 2017