sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Só soube disto agora...


E quero muito divulgá-lo.
Bullying é um anglicismo utilizado para descrever actos de violência física ou psicológica intencionais e repetidos.
Todos nós, penso eu, fomos nalgum momento vitima daquilo que hoje em dia conhecemos por bullying (eu fui na primária até enfiar um banano nas trombas de uma que insistia em arruinar-me os dias; o meu filho foi por professores do liceu por ter vindo de um colégio particular e durou até o ter mudado de liceu).
No meu tempo o terror acontecia na escola, no patio ou à saída (lá fora, comes) mas ficava-se por ali; agora tem contornos rebuscados e um alcance inacreditável!
Soube agora mesmo da história da Amanda Todd; a ajuda não chegou a tempo...
Uma vida desperdiçada, arruinada...sem retorno.
Tenho, entre as seguidoras e visitantes muitas meninas, muitas mães, muitos pais...leiam a história...vejam o vídeo...passem palavra!

19 comentários:

  1. Eu já tinha falado disso, ainda a semana passada. Acho mesmo triste o que aconteceu à miúda.

    ResponderEliminar
  2. Eu também vi. A verdade é que casos destes são mais que vulgares.
    Mas na altura em que eu era da idade dela, também havia bullying, só que não tinha esse nome. Sinceramente acho que nessa altura os miúdos eram mais preparados para a vida e assavam por ima de coisas destas com muito mais facilidade. Porquê? Não consigo descortinar uma razão.

    ResponderEliminar
  3. Já conhecia e temo muito pela minha filha mais velha! A sorte é que os amiguinhos da escola primária, são 18, provenientes do infantário, onde todos se davam lindamente.

    ResponderEliminar
  4. è grave!!
    Eu sofri de bullying na minha altura...mas acho que era menos agressivo...nao sei explicar....
    e depois nem toda a gente reage da mesma forma....
    é muito complicado

    ResponderEliminar
  5. é horrivel casos assim, e so de pensar que tenho uma filha, e ainda ontem estava á porta da escola e os miudos tem uma atitude e linguagem do pior. Vou tentar estar sempre atenta e aconselha-la e falar com ela como amiga. Mas que dá medo a nós pais, saber de situaçoes assim dá.
    Fico triste quando uma criança sofre e morre, elas nao merecem, ja li o artigo mas nao consegui ver o video ate ao fim, dá cá um aperto :(((

    ResponderEliminar
  6. é triste. eu já sabia da historia.

    ResponderEliminar
  7. Soube ontem. Fiquei arrepiada. :|

    ResponderEliminar
  8. Lamentavel. E acontece tanto. E sabe-se tão pouco do que as crianças, adolescentes, passam...

    ResponderEliminar
  9. Soube hoje de manhã através do sítio do JN. Muito triste. Mas, mais alarmante ainda, foram os comentários à notícia. As pessoas são nojentas, há muita gente que acha que essa miúda é que provocou, que mereceu, que os pais foram os maiores culpados. E ainda disseram que era, vejam bem, "porca" e outras coisinhas mais. Cambada de atrasados, de pedófilos encapuçados. A nossa educação não anda mesmo a surtir efeitos.

    ResponderEliminar
  10. Conheci a história ontem e dá muito que pensar.
    Também fui vitima de bullying, mas naquela altura secalhar nós miúdos tinhamos mais formas de defesa.
    Estes ataques são muito, mesmo muito rebuscados.São coisas horríveis e, na minha opinião, muito disto se deve às modernices com que vivemos todos os dias:net, blog's, facebook.
    Basta ter do outro lado alguém que não tenha a melhor das intenções ou dar confiança a mais, exagerar no que escreve, nas fotos que coloca, em tudo....
    Miúdos devem ir à net, mas acompanhados e vigiados pelos pais.Este caso veio para a tv, mas quantos não haverão por aí...

    ResponderEliminar
  11. Por acaso vi a notícia hoje por acaso e sem saber mais nada posso dizer que fiquei bastante incrédulo com a apatia dos pais.

    ResponderEliminar
  12. É chocante!! O mundo virtual e a agressividade nele contida é de tal forma avassaladora e cobarde que me transtorna! Onde estavam os pais desta criança? Como é que ninguém pode evitar este desfecho tão trágico...que mundo este! :((

    ResponderEliminar
  13. Também fiquei super triste quando soube.. Também já sofri de algo idêntico e sei bem o terror que é! Tenho pena que este tenha sido o desfecho dela :(

    ResponderEliminar
  14. Infelizmente já sabia de MAIS este caso. O mundo mete nojo, é o que é. Ainda há bem pouco tempo uma amiga me dizia que o meu filho - infelizmente considerado como muito inteligente e até sobredotado por pessoas que nos rodeiam, mas não é, ele é normal apenas espertinho - iria sofrer muito na primária e iria ser ostracizado e bullied pelos outros por ser como é, tão inteligente, porque as outras crianças não gostam de miúdos assim. Lembrei-me logo de vários casos parecidos com o da Amanda Todd, e gelou-se-me o sangue de pensar que o meu filho poderá vir a sofrer na pele a estupidez alheia... eu é que fiquei com vontade de me matar ao ouvir aquilo, na verdade ;) Tento semrpe dar-lhe a entender que me pode falar de tudo, desabafar tudo, expôr tudo... espero que ele assim o sinta. Ser mãe é MUITO DIFICIL!!
    http://fashionfauxpas-mintjulep.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. Sem palavras, pelo caracter extremamente chocante da noticia :(

    No meu tempo, o eventual gozo que pudesse existir não originava tamanhos danos.

    Mais um caso que deve servir de reflexão.

    ResponderEliminar
  16. Também soube ontem desta história. Fiquei chocada, como é que é possível uma rapariga chegar ao ponto de sentir que não havia outra saída senão o suicídio. Deve ter sido realmente desesperante :(

    ResponderEliminar
  17. É muito muito triste :'( Como é possível os miúdos serem tão cruéis e não terem a mínima noção do mal que fazem aos outros. Têm 15 anos e não 7, já têm obrigação de saber o que é certo ou errado, não?! Eu lembro-me de ter 15 anos e ter essa percepção... Muita pena por esta menina que se sentiu de tal forma encurralada que não viu solução. E esse tipo que tirou as fotos, devia ir apodrecer para a cadeia e não só, estou a pensar numa série de coisas que lhe deviam ser feitas...

    ResponderEliminar
  18. Que coisa TÃO macabra! Este é, realmente, um mundo incontrolável... O facto de, dificilmente, se conseguir responsabilizar os abusadores, mostra bem o nível de maldade que para aí anda à solta...

    ResponderEliminar