segunda-feira, 12 de novembro de 2012

E agora o que é que eu faço aos que tenho lá em casa?


Há algum tempo atrás, se bem se recordam,  fiz aqui um post acerca da Vida é Bela e logo se via que as coisas não iam bem...
António Quina, líder da Vida é Bela, emitiu agora um comunicado onde informa que irá "suspender a venda e operação" da linha de vouchers experiências em Portugal. 
A "adesão a um PER (Plano Especial de Revitalização)" está também a ser ponderada, adianta a companhia na mesma missiva.
"Tivemos uma quebra de vendas de mais de 85%, a quase totalidade dos parceiros assustados deixaram de aceitar os vouchers, os nosso clientes da distribuição nalguns casos retiraram o produto de linear , os nossos consumidores finais correram para os mesmos pontos de venda a solicitar a devolução dos vouchers. As nossas linhas de atendimento transbordaram e o Facebook fazia o seu papel em dar voz para o bem e para o mal, ampliando e complicando ainda mais a situação.”
Com a adesão ao Plano Especial de Revitalização a empresa de António Quina espera “propor a todos os parceiros credores uma forma de, em conjunto viabilizar a actividade na a vida é bela”.
"Vamos fazer o nosso melhor para em conjunto vos poder apresentar uma forma de, num prazo razoável, podermos resolver as questões financeiras pendentes e continuar a promover, como até agora, o turismo e empresários que muitas vezes estão fora e são excluídos do circuito das grandes agências ou operadores”, reforça a A Vida é Bela, na missiva enviada aos seus parceiros.
Pois, pois..

18 comentários:

  1. Respostas
    1. Pois...provavelmente os compradores que se lixem!

      Eliminar
  2. Não fazia ideia. Há muitos anos e num contexto de trabalho lembro-me da empresa onde estava ter comprado vários vouchers para oferta e na altura tanto quanto me recordo correu sempre tudo bem. Mas, é como digo, este tipo de serviço era novidade no mercado e já foi há muitos anos. Li o teu outro post, mas desconhecia que fosse assim tão mau. Uma quebra de 85% é insustentável.

    ResponderEliminar
  3. É mais que natural que fosse ao ar, as ofertas deles eram muito fraquinhas e em alguns casos mais caras do que o preço de balcão, por exemplo. Além de que obrigava a ir a sitios que não temos qualquer interesse em ir. Já não dá para trocar, imagino? O melhor é gastar o mais rápido possível ou oferecer a algum inimigo :p

    ResponderEliminar
  4. Como micro-empresa so aderi um ano a esta parceria ... Levam 35% de comissão, tanto para fazer o quê ? E agora as outras que apareceram ainda são piores pedem desconto de 50% , 60%, 70% , 80% e 90% ... Só falta pagar para trabalhar !!

    ResponderEliminar
  5. Que caca. Tenho lá um em casa que foi bem caro. Não foi oferecido. Tive que poupar e deixar de comprar outras coisas, para poder conceder-me esse luxo e agora estes gajos dizem isso. Boa... :/

    ResponderEliminar
  6. Ora bolas!!!
    E os indígos minha linda! Continuo curiosa!

    ResponderEliminar
  7. Olha e eu que tenho um cá em casa perdido que me ofereceram há uns meses! ;S

    P.S. Não levei a mal a sugestão dos gatinhos! ;)

    ResponderEliminar
  8. eu nunca comprei nenhuma. mas trabalhei num local onde ia muita gente com essas experiências...

    ResponderEliminar
  9. Respostas
    1. Ehehehehehehe
      Boa solução, apenas com um pequenino problema...
      O meu chefe, sou eu...

      Eliminar
  10. É sempre assim, a vida é bela até ao dia... em que deixa de ser!

    vidademulheraos40.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Pois já sei o que podes fazer, uma reclamação, oh vê aqui

    http://economico.sapo.pt/noticias/deco-ja-recebeu-189-reclamacoes-de-clientes-de-a-vida-e-bela_156126.html

    ResponderEliminar