quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Susto!

07:30 da manhã eu e Filhinho Mais Lindo Riqueza de Sua Mãe a caminho do ponto de encontro para o Dia da Defesa Nacional (graças a Deus já não há inspecção, nem tropa obrigatória, nem nada dessas coisas)!
Chegados ao local marcado, deixo o mancebo e faço-me à auto-estrada outra vez; venho por ali fora, comendo kilómetros, distraída nos meus pensamentos, tentando perceber como raio ele ainda no outro dia usava fraldas e agora está já metido num quartel a responder com voz grossa ao chamamento da nação.
Uma carrinha de transporte de animais (em gaiolas empilhadas, um horror) segue à minha frente numa marcha sonolenta.
Um movimento no topo das gaiolas chama-me a atenção; um pato acabou de se libertar e caminha como bêbado por cima das gaiolas; percebo que mais tarde ou mais cedo vai cair... instintivamente agarro no telefone e procuro um número na traseira da camioneta para avisar; não há.
Olho pelo espelho a fila de carros lançada atrás de mim; abrando a marcha, tanto quanto possível, ligo os quatro piscas e faço sinal com a mão para que abrandem também.
O pato cai à minha frente e fica a bater as asas, mas não se põe em pé; não posso parar; não dá...numa fracção de segundo apercebo-me que se me desvio para a berma o carro que vem atrás, e não vê o mesmo que eu, passa o pato a ferro.
Cerro os dentes, rezo para que o pato não se mexa no último segundo e aponto o carro para que lhe passe por cima, mas sem lhe tocar...
Não toquei!
Vejo pelo espelho que o que fiz, foi o suficiente para travar a fila atrás de mim e para que a carrinha que me seguia páre na estrada, em segurança, e recolha o pato.
Ainda não me passou a dor de cabeça e a tremura nas pernas...

27 comentários:

  1. A menina sabe que o pato vai morrer...não sabe?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saber, sei...mas que não fosse eu a matá-lo!

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Ainda ontem ia a comentar com as minhas meninas que graças a Deus, apesar de conduzir há tantos anos, nunca me tinha visto na eminência de ter de matar um animal na estrada, mas sustos...já apanhei alguns!!! Consigo bem pôr-me no teu lugar, bolas, é horrivel!

    Jinho

    ResponderEliminar
  5. Imagino o susto! Atropelei um gato e ainda hoje tenho pesadelos :(

    ResponderEliminar
  6. Xiiii!!! Respira fundo!
    Uma vez ía a sair do Viaduto Duarte Pacheco para subir o Monsanto e aparece-me um cão que pára mesmo na via onde conduzia!
    Desviei-me mas fui às curvas quase até ao cimo! E não me espetei em ninguém porque eram 04h da manhã e quase não havia trânsito.
    Os amigos que íam comigo no carro penso que oraram até a Alá, sem nunca terem ido a Meca ou serem Muçulmanos!

    ResponderEliminar
  7. Se calhar era um pato triste com a vida, que se queria suicidar, e tu não deixaste...

    ResponderEliminar
  8. Eu panicava ao primeiro minuto! :o Foi uma boa reacção, para além do grande susto. ;)

    ResponderEliminar
  9. Imagino mesmo o susto!
    Mas conseguiste ter um óptima reacção, se fosse eu, nem sei =S

    Beijocas

    ResponderEliminar
  10. Já passei por coisas semelhantes. Sei bem do que falas e isso de ficar com as pernas a tremer.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. Ao ler até cerrei os dentes... Pobre patos! E esta gente que transporta os animais como lixo... Poderiam ter causado bem mas do que um pato morto, mas m acidente em cadeia.

    ResponderEliminar
  12. Tenho tanto medo de atropelar um animal...
    Mas vá, já passou :)

    ResponderEliminar
  13. Ai! Minha querida andar a conduzir não está fácil, eu faço +ou- 120km por dia no ida e volta do trabalho/casa e vemos com cada uma :p
    Um dia na A1 ia levando com uma palete de madeira (tal e qual a situação do pato) que voou, credo!

    Mas tenho imenso orgulho em ti :D no fim até ficas-te com as pernas a tremer mas não foste tu que matas-te o pato, e tiveste todo esse cuidado, és uma Lindaaaa <3

    Beijinhos no <3

    ResponderEliminar
  14. Agora que mencionas-te Dia da Defesa Nacional, lembrei-me que também tenho de ir em breve, sim porque agora as meninas também são obrigadas a ir. Mas não estou revoltada, até acho piada à ideia. :)

    Quando ao susto: 'Jasuss' :o

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  15. credooooooooooo até parecia que estava a ver o filme mulher....
    graças a deus que nao mataste o pato....:P
    beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Borrava-me toda de medo se isso me acontecesse! Há uns tempos um cão meteu-se à minha frente e eu estava a ver que não conseguia travar a tempo e o estúpido ficou parado a olhar para o carro! Felizmente consegui travar a tempo, mas acho que nem dormi muito bem, toda nervosa por quase ter atropelado o cão...

    ResponderEliminar
  17. Nossa, que medooo!!
    Imagino o susto!

    ResponderEliminar
  18. O desgraçado do pato já devia prever para onde ia e queria cometer suicídio! :P
    Mas para ti deve ter sido um susto do caraças!

    ResponderEliminar
  19. Porra, que susto mulher. Ainda bem que não o mataste, era coisa para ficar na cabeça durante uns tempos :/
    Tudo de bom ^^

    ResponderEliminar
  20. Fogogogogogogogogogoogogogogogooooooo até fiquei nerbiosa... sou tão maricas ao volante, que acho que não me safava...

    ResponderEliminar
  21. Que aventura! E descrita de forma eximia.

    ResponderEliminar