quinta-feira, 1 de agosto de 2013

35 kms depois

chego ao local da reunião.
Sou muito bem recebida e logo acompanhada ao local da reunião, onde nos sentamos para dar inicio aos trabalhos.
Oito pares de olhos brilhantes e quatro dentaduras sorridentes estão focadas em mim; abro o meu caderno preto, saco da lapiseira e aguardo que me sejam dadas as, tão importantes, informações que me obrigaram a enfiar num vestido preto (que calor!que calor) sapatos de salto e a percorrer 35kms (no Verão devia ser proibido trabalhar com outra roupa que não calções e xanatas).
Feitas as introduções, revêm-se as condições de trabalho propostas que me tinham sido enviadas por e-mail e às quais eu já tinha dado o meu acordo, também por e-mail; passamos então àquilo que a empresa pretende que eu faça para eles (que já tinham enviado por e-mail) e com que eu já tinha concordado; passamos à apresentação, em power point, das alterações que pretendem ver feitas no trabalho que fizeram internamente e com o qual não estão nada satisfeitos (que já tinha sido enviado por e-mail e a que eu já tinha acedido); reiteramos o dead line para entrega do trabalho final (que já tinha sido acordado por e-mail) e muito blá-blá-blá depois, sempre de dentaduras arreganhadas num perfeito sorriso pepsodent, dão a reunião por encerrada; levantamo-nos, despedimo-nos e meto-me no carro pronta para fazer os 35 kms de regresso a casa.
Alguém me explica, por favor, o que é que eu lá fui fazer?

16 comentários:

  1. Podias ter um robot a responder aos mails, quiseram certificar-te que eras de carne e osso.
    Oh não. agora estou a pensar num robot Sexinho e já não consigo tirar o James Brown da cabeça. Get up (get on up. Stay on the scene, (get on up), like a sex machine (get on up)

    ResponderEliminar
  2. O português tem a mania da reunião e ponto final. Acabamos por decidir as coisas mais depressa por email ou em pequenos encontros de 5 minutos (quando trabalhamos juntos) ao pé da máquina do café, do que nessas "reuniões"! Mas melhor mesmo são aquelas em que se fala de tudo menos do objectivo da dita... NÉRVES, muitos NÉRVES...

    ResponderEliminar
  3. Quiseram conhecer a pessoa, o que acho que é normal. Nunca se sabe se quem lhes respondeu por e-mail não seria um personagem do Second Life, com um avatar todo bom, e na volta não passava duma marreca, careca e coxa, esquizofrénica e incompetente. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não querida Maria D. Roque...trabalham comigo há c´anos!

      Eliminar
  4. O email facilita muita coisa, mas não há nada como ver a pessoa na frente :)

    ResponderEliminar
  5. Não imaginas há quantos anos ando à procura da resposta para essa pergunta. 1 eurito por cada vez que questionei o mesmo e já tinha fundos para umas boas férias.

    Bjs

    ResponderEliminar

  6. Cruzou-se com mister Salgado hoje? Bmw verde escuro?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahahahahah
      Não, é de outra cor, mas confesso que também me assustei!
      :DD

      Eliminar
  7. Queriam ter a certeza que viu os e-mails!!

    ResponderEliminar
  8. Foste explicar os desenhos! Porque só os desenhos não chegaram para se perceber :)

    ResponderEliminar
  9. Este País sofre não só de burrocracia, mas de reunite crónica.
    Adoram todos reunir e perder tempo nisso.

    ResponderEliminar
  10. Sexinho, desde que aos 3 anos de idade no primeiro dia de infantário o meu filho me chegou a casa a dizer que tinha gostado muito pois tinham tido uma reunião logo de manhã... eu já desisti.
    http://fashionfauxpas-mintjulep.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Foste lá...perder tempo.Esta moda das reuniões é tá perda de tempo.Será que ninguém descobriu isso em Portugal!!!

    ResponderEliminar
  12. Perder tempo?!?! é sempre bom...

    ResponderEliminar
  13. Quem se sente só a trabalhar, marca reuniões para animar.
    Foi o que os senhores fizeram.

    ResponderEliminar