terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

E agora, quem tem medo d´osgas, quem é?

Muito já aqui se teclou acerca do meu proverbial medo de osgas, e é com muito orgulho, inchada de orgulho mesmo (na verdade este inchaço deve ser retenção de liquidos, mas isso agora não interessa nada), que vos anuncio que…este medo foi ultrapassado!
Nem osgas, nem osguinhas, lagartos ou lagartixas voltarão a assombrar-me depois do meu encontro de ontem, aqui em Paris.
Vejam e tremam!
Homem (mulher) contra a besta (duas bestas portanto).
Vejam (e tremam) com que souplesse domino a fera, com que panache eu a subjugo, e indo mais longe, onde só mesmo os heróis (ou os doidos) alcançam, como, sem medos, verifico um molar estragado que anda a amolar o bichinho.
Quel courage!

14 comentários:

  1. Ficaste danada quando me viste com o tigre, foi o que foi! Foi por isso que foste ao Paris da França, não foi? Para tirares fotografias com um animal mais perigoso que o meu, não foi! Sua inBejosa! :DDDDDDDD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah
      E agora sou ou não Vice-Grã-Mestra da Grande Loja dos Palmiers?
      :DD

      Eliminar
    2. Oh Yeah! Ganhaste o lugar com mérito e distinção! :DDDDDDD

      Eliminar
  2. Ahahaha! :D que bom ler pela primeira vez sobre alguem que também tem medo de osgas...eu tenho pavor, fobia, grito, faço cenas na rua... enfim uma tristeza! Por isso de osgofobica para osgofobica, os meus sinceros parabens por esta foto! :D Sexinho Crocodile Dundee de aqui para a frente! beijoo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não calculas (mas podes ler algumas por aqui) as aventuras e desventuras por que passei na Arabia com elas!
      Um horror!
      :DD

      Eliminar
  3. Eu não tenho medo de osgas e até confesso que, da primeira vez que vivi em África, tinha como passatempo observá-las, no alpendre da minha casa, a caçar mosquitos! (Não havia muito mais que fazer!!)
    Já os crocodilos são outra história: numa visita à Gâmbia, levaram-me a um parque de crocodilos e ainda hoje me arrepio a olhar para uma foto em que eu faço uma festa a um bicharoco gigantesco (com o guia turístico a puxar-me a mão com toda a força, que eu não fui lá meter os dedinhos de livre vontade) :) :)
    Ainda assim, e já que falamos de bichezas, nada me faz mais correr a sete pés como as aranhas... e se em África havia daquelas bem gigantescas... brrrrrrrrrrrrr, até me dá um frio na barriga só de lembrar tais bichos!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é que há-de ter sido uma aventura viver em África!
      Bem gostaria mas não sei se tenho nervos para tanto!

      Eliminar
    2. Sexinho, foi uma grande aventura, que deixou muitas saudades (menos a parte das aranhas e, já agora, da cobra na sala de aula!). Sem dúvidas, uma experiência a repetir (e se calhar, até para breve)... quem sabe se depois não me fazes uma visita por lá ;) beijos

      Eliminar
  4. Ah Mulher destemida! Claro, da colheita de 67.... Só podia! :D:D

    ResponderEliminar
  5. Piquena, grande par de botas !!! :):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De botas Maria?
      Mas as botas nem se veêm!
      :DD

      Eliminar
  6. Adorei a cashemira do manteau e o brilho dos cheveux. Uau! A lagartixa, enfim, algo pétrea para impressionar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahahahahahahahahahah
      Só tu Miúzinha para reparares nesses pormenores!
      :DD

      Eliminar