terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Napoleão, esse pequeno/grande incompreendido!


Estão a ver aquelas imagens todas em que se vê Napoleão com a mãozinha enfiada por entre os botões da sua jaqueta (não, esse com a mão na braguilha é o Hollande)? Essas!
Aquilo não era pose, era frio; o homem tinha era frio, digo-vos eu!
Tenho tanto frio nas manitas que dou por mim, a par e passo, tal como Napoleão com a mãozinha enfiada por entre os botões do sobretudo (porque não trouxe luvas, porque as luvas ficam a cheirar mal com os cigarros e eu não quero e porque não me dá jeito andar com a mão na algibeira).           

8 comentários:

  1. Fazes como eu, quando tenho luvas e quero fumar, uma vai fora, depois volta ao sítio! Tal e qual Artur Semedo :)))

    ResponderEliminar
  2. ahahah Devia ser frio... porque estilo não tinha.

    ResponderEliminar
  3. Por acaso tenho a mania de fazer isso. Mesmo quando o casaco tem bolsos, dou comigo a meter a mão direita no bolso e a esquerda entre os botões. Como levo a mala pendurada sempre no esquerdo, seguro-a e aqueço a mão na mesma! :p

    ResponderEliminar
  4. Por acaso, li algures numa biografia dele que ele tinha problemas de estômago e daí ele estar constantemente com a mão na barriga... Just saying... :)

    ResponderEliminar
  5. Ah pois, é o preço a pagar por ir a Paris sem hordas de turistas: o frio!
    Mas olha que eu preferia luvas a cheirar a tabaco a dedos enregelados...

    ResponderEliminar
  6. ahahaha eu faço o mesmo!!! e sinto-me sempre a ter um momento "Napoleão!" ahahah

    ResponderEliminar