terça-feira, 9 de setembro de 2014

Também por isto tenho saudades da Yolanda...

Lá, o consumo desenfreado é desaconselhado e mal visto; em tudo!
Lá, para além do tempo que parece trabalhar a nosso favor e não contra nós como aqui, tudo é mais leve e parece mais fácil, mas na verdade é só mais sensato e organizado.


Saudades de ti Yolanda

8 comentários:

  1. E da outra Yolanda, que complementa bem esta.
    https://www.youtube.com/watch?v=CcNl3IB1TjE
    (visto ao vivo há anos excessivos).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande, enooorme xilre!
      De todas as vezes que digo "yolanda" é desta Yolanda que me lembro!
      Tal e qual!
      Obrigada

      Eliminar
  2. Pois é, infelizmente é exactamente assim (tanto o que dizes neste post como nos outros que "linkaste").
    Bjinho

    ResponderEliminar
  3. Do avião da Malaysian Airlines que se despenhou, 2/3 dos passageiros eram holandeses, nacionalidade de muitas vítimas do Tsunami nas mesmas paragens. Lá ganha-se bem para passear e não se fica em casa, não. Isso da modéstia dessa gente, é só para português ver. ( Aqui também se desincentiva o consumo desenfreado, pra poder pagar a renda ou a prestação ao fim do mês. Lá desincentiva-se, que é pra dar pra mais umas férias ).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caramba barcelence, ultimamente leio-a sempre muito azeda; não teve férias?
      Pois, por mim que poupem para aquilo que quiserem que é para o lado em que durmo melhor, e o mesmo agradeço que façam em relação a mim e às minhas poupanças.
      Sobre os assuntos Tsunami e o avião malaio que desapareceu a única coisa que posso dizer é que, independentemente das nacionalidades que lá estavam lamento imenso por todos eles, por todos os nativos, e por todas as familias que têm de lidar com tal sofrimento.

      Eliminar
    2. OMG, é mesmo verdade, até me arrepiei! Acertou, não tive férias. Agora vou "de lapa" numa viagem de trabalho com uma amiga. Ela vai a formação e reuniões, eu fico no hotel a ver tvCabo ou então vou dar uns passeios, enfim, remedeia-se.
      Quanto ao Malaysian, continuo com a minha posição. Não faço nenhum tipo de gosto especial em que os passageiros/vítimas fossem na sua maioria holandeses. Usei esse facto só a título de exemplo de que a Holanda tem um povo, tal como outros nórdicos, que ganha bem, em média salarial e, muito importante, trata-se bem, caso contrário não veríamos tantos no Algarve, tão longe de casa deles. Por aqui, há uma corrente que defende que são muito modestos e coisa e tal, parece-me que é para não almejarmos tanto como eles e nos contentarmos (até porque há muitos portugueses que nunca foram, nem podem ir, ao Algarve e queriam ser comedidos como os holandeses). Já tinha essa ideia e confirmei-a quando estive na Dinamarca: aquela juventude só veste entre marcas caras, e caríssimas. É no que dá: trabalhar poucas horas ao dia e ser pago a peso de ouro ( no caso dos jovens, os papás ), dá tempo e dinheiro de sobra para gastar. ( Não os critico, cá está, queria ser humilde como eles ).

      Eliminar
  4. Podes sempre voltar :) serás muito bem recebida ;)

    ResponderEliminar